Voltar

Notícia

A Fome no Brasil   

n/d

Dados divulgados nesta terça-feira (11) pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e um grupo de agências da ONU revelam que o combate à fome no Brasil se estagnou, porém 2,5% da população ainda encontra-se em grave situação alimentar. Os números divulgados indicam que em 2017 mais de 5,2 milhões de brasileiros passaram um dia inteiro ou mais dias sem consumir alimentos ao longo do ano.

Em contrapartida, o país vê crescer os casos de obesidade: mais de 33 milhões de pessoas estão obesas. Além disso, aponta a obesidade como um grave problema de saúde pública, visto que proporcionalmente 22,3% da população brasileira com mais de 18 anos está acima do peso ideal. No mundo, esse dado torna-se ainda mais preocupante: são 672 milhões de obesos, portanto 1 a cada 8 adultos está acima do peso. 

O relatório, apresentado em Roma, aponta para uma elevação da fome no mundo. Uma das regiões mais afetadas pela nova realidade é a América do Sul. De acordo com a FAO, 4,7% da população da região era considerada desnutrida em 2014. Hoje, a taxa é de 5%.

Se considerado o critério de insegurança alimentar severa, a América do Sul passou de uma taxa de 4,7% da população em 2015 para 8,7% em 2017. O salto foi de 19,4 milhões de pessoas para 36,7 milhões.

Pessoas que passam um dia todo sem se alimentar ou famílias que têm seus estoques de comida esgotados vivem em uma situação de insegurança alimentar severa, segundo os padrões da organização.
 

13/09/18

Apoiadores:

Compartilhe: Veja nosso canal no YouTube Veja nosso Instagram Acesse nosso Facebook Acompanhe: Siga-nos no Twitter contato@redebancodealimentos.org.br | (51) 3026.8020
(51) 3026.8021

Visite PluGzOne